NASCIDOS PARA CORRER !!

Sejam bem vindos.
Espero que este Blog, possa trazer um bom conteúdo, se você chegou aqui é porque temos algo em comum: Amor a Corrida !
Giba Angelucci Junior
junior.angelucci@gmail.com

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Canelite - Isso dói....

Sabe aquela dorzinha chata na região anterior da perna, mais especificamente na canela?
Pois é, ela genericamente recebe o nome de canelite (Tibialgia, Síndrome de Estresse da Tíbia Medial ou Shin Splints).È muito comum nos corredores principalmente de médias e longas distâncias. Entre os atletas saltadores, a tibialgia também é uma das queixas álgicas mais freqüentes.
De acordo com o médico ortopedista Joaquim Reichmann, da Clínica Reichmann de Chapecó, especializada cirurgia do joelho, ombro, quadril e traumatologia dos esportes, a dor na canela normalmente está relacionada ao impacto repetido da corrida, que gera microtraumas nessa parte do corpo.Mas existe também uma série de outras possíveis causas, como fraqueza dos músculos da perna, calçados esportivos inadequados ou com muito tempo de uso, treinamento sem orientação, sobrecarga de treinos e alinhamento inadequado dos membros inferiores: pés supinados (quando o atleta apóia mais a parte de fora dos pés ao correr) ou pronados (quando apóia mais a parte de dentro).Este tipo de lesão geralmente causa uma dor contínua e restrita num determinado ponto. Quando isso acontece, a recomendação do médico é não correr. “Se a pessoa tem uma dor ou sensibilidade na região e se o alongamento alivia a dor, é menos provável que seja uma fratura”, explica.
No caso de inflamação na região da tíbia, a dor é sentida quando a pessoa estende os dedos e realiza exercícios de impacto contra o solo. Reichmann salienta que fisiologicamente, isso é uma inflamação nos tendões ou músculos da área. A dor piora gradualmente durante a corrida, porém, em alguns casos, melhora quando o corpo está bem aquecido, mas retorna no final do exercício. Há casos que a dor melhora assim que a corrida termina.

E o que fazer se a tal dorzinha chata aparecer? e como posso prevenir ?

● Use gelo no local – o gelo é o tratamento recomendado para diminuir a inflamação de qualquer lesão esportiva, e com a síndrome do estresse tibial medial não seria diferente. Massageie a canela com uma bolsa ou pedra de gelo por dez minutos, até quatro vezes ao dia, durante uma semana ou duas;
● Não corra quando estiver sentindo dor - na melhor das hipóteses, a síndrome de estresse tibial medial não melhorará, e na pior delas, você estará sob risco de uma lesão mais grave. Aos primeiros sintomas da síndrome, evite correr, ou, pelo menos, diminua a distância que você costuma correr.;
● Você poderá utilizar um antiinflamatório tópico (ex: Salompas) – massageie e friccione o gel na região;
● Faça um alongamento suave – além do alongamento usual da panturrilha, alongue os músculos da região anterior da perna – sentado em uma cadeira, cruze a perna que deseja alongar sobre a outra perna e force a ponta do pé para baixo com a outra mão;
● Enfaixe o local: envolver a canela com uma faixa elástica ou uma faixa de borracha que se ajuste sobre a parte inferior da perna pode ser reconfortante, pois ela comprime os músculos e limita um pouco seus movimentos.
●Use palmilha: já que a síndrome normalmente ocorre devido ao impacto excessivo, o uso de uma palmilha almofadada pode ajudar a suavizar o choque à medida que seu pé toca o chão duro.
●Evite o cimento: faça exercícios em superfícies adequadas, como trilhas, cascalhos e gramados. Se tiver que correr na rua, escolha as pavimentadas com asfalto, não concreto, para diminuir a probabilidade de desenvolver a síndrome. Se fizer exercícios aeróbicos, fique longe dos pisos de cimento, mesmo daqueles com carpete. Pisos de madeira são a melhor opção
●Não corra em morros: subir e descer morros podem contribuir para o desenvolvimento da síndrome ou agravá-la.
●Evite que a lesão ocorra a primeira vez: sempre se aqueça antes dos exercícios. O aquecimento relaxa os músculos e leva o sangue para os tecidos. Os músculos aquecidos têm menos chance de sofrerem uma lesão. Aqueça-se com alguns minutos de caminhada ou de alongamento leve.
●Escolha do sapato esportivo - Um bom calçado esportivo é um importante investimento que qualquer pessoa que corre ou faz aeróbica pode fazer. Usar calçados com palmilhas gastas ou duras somente facilita o aparecimento de lesões por excesso de uso, como a síndrome de estresse tibial medial. Ao comprar calçados esportivos, procure um confortável (com pelo menos um dedo de espaço na frente e que deixa o calcanhar firme), bom amortecimento (especialmente na parte da frente, se for um tênis para exercícios aeróbicos) e que lhe dê sustentação na sola sob o calcanhar.
●Troque seu tênis regularmente – um tênis de corrida dura em média de 550 a 800 Km;
● Equilibre seu treinamento;
● Alongue antes e depois da corrida;
● Faça exercícios para fortalecimento dos músculos da perna – além da panturrilha fortaleça os músculos da região anterior da perna (movimento contrário ao da panturrilha – a ponta do pé vai em sua direção)
● Não aumente seu volume de treino drasticamente ou faça treino de velocidade prematuramente.
● Procure um profissional adequado (médico e fisioterapeuta do esporte)

Saudações a Todos
Be Happy

7 comentários:

Diego da Costa disse...

Muito bom o artigo, parabéns!


Abraços!

José Alberto disse...

Obrigado por partilhar este artigo.

É sempre bom lembrar estas situações e estar atento.

Abraço
José Alberto

Carlos Lopes disse...

muito bom mesmo

cadu1981 disse...

Boas. Tenho esta dor.
Começou a cerca de duas semanas a jogar futebol num relvado sintético. Pensei que fosse passageiro e continuei. ISto foi a uma segunda. Na terça corri 5km em passadeira, na quinta corri 4km em alcatrão. Ambos os dias dores suaves. No sabado fiz 36km de bike em alcatrão. No domingo corri 10km em alcatrão. Segunda mais 1h a jogar futebol em piso relvado sintético...

Agora vou parar com corridas e futebol, mas não queria deixar o btt.

Achas que me deva deslocar ao médico? Algum anti-inflamatório que possa comprar sem receita?

cadu1981 disse...

Boas. Tenho esta dor.
Começou a cerca de duas semanas a jogar futebol num relvado sintético. Pensei que fosse passageiro e continuei. ISto foi a uma segunda. Na terça corri 5km em passadeira, na quinta corri 4km em alcatrão. Ambos os dias dores suaves. No sabado fiz 36km de bike em alcatrão sem dor. No domingo corri 10km em alcatrão sem dor. Segunda mais 1h a jogar futebol em piso relvado sintético com dor a agravar...

Agora vou parar com corridas e futebol, mas não queria deixar o btt.

Achas que me deva deslocar ao médico? Algum anti-inflamatório que possa comprar sem receita?

Giba ( Junior ) disse...

Salve Cadu ...
Primeiro, gostaria de agradecer a visita e postagem de mensagem em meu Blog, correndopelacidade.blogspot.com/ , e agradeço o elogio prestado nele.
Qto a sua pergunta eu nao sou médico, sou apenas um amante da corrida, que tento ajudar as pessoas que estão iniciando a pratica do esporte, então acredito que seria interessante sim, buscar uma consulta médica, para que melhor ele possa analisar suas dores, e assim te medicar com o melhor pra vc e sua saude, eu particularmente qdo passei no médico, foi recomendado Flotac, e qdo necessito é o que eu tomo.

Sds
Bons Treinos

Gabriela Oliveira disse...

Essa dor é terrível. Tive que parar meus treinos e agora o máximo que estou conseguindo é caminhar e com muito sacrifício, pois por insistir nos treinos e corridas mesmo sentindo a dor eu arrumei um problema seríssimo. Estou com dificuldades em andar, pois a dor é insuportável, estou mancando pela rua e só consigo andar assim. Minha canela dói muito só de encostar nela. Um conselho que eu dou, se começar a sentir a dor parem com os exercícios, procurem um exercício de menor impacto e tratem da canela, pois se fizerem igual a mim, irão acordar um belo dia e nem conseguir colocar o pé no chão de tanta dor, não irão conseguir andar...sei que parece assustador, mas é verdade, pois fiquei desta forma por não obedecer o médico e parar com os treinamentos.