NASCIDOS PARA CORRER !!

Sejam bem vindos.
Espero que este Blog, possa trazer um bom conteúdo, se você chegou aqui é porque temos algo em comum: Amor a Corrida !
Giba Angelucci Junior
junior.angelucci@gmail.com

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Sexo x Corrida


Mais uma matéria bem interessante " jogada na web " segue :


Sexo e corrida podem estar intimamente ligados, pois o sexo proporciona benefícios à corrida, assim como a corrida proporciona benefícios ao sexo. Os benefícios do ato sexual em prol dos praticantes de corrida, principalmente em período competitivo são:


- relaxa a tensão e os músculos;

- melhora o humor, diminui a ansiedade, alivia o estresse, a insônia, aumentando a sensação de bem-estar e prazer pela secreção das endorfinas e dos hormônios sexuais;

- estimula o sistema endócrino melhorando a funcionalidade das glândulas sexuais;

- promove gasto calórico, favorecendo a queima de gordura e melhorando o metabolismo.


Muito cuidado, porém, pois o sexo em excesso pode ser prejudicial! Se o indivíduo for extremamente ativo e realiza-lo inúmeras vezes na véspera de uma prova, dispenderá muita energia a ponto de se desgastar fisicamente. Os movimentos amplos, bruscos, rápidos, posições às vezes incômodas e duradouras realizadas no ato, exigem praticamente de todas as valências físicas (força, resistência, velocidade, flexibilidade etc.), ocasionando muitas vezes inflamações, câimbras, contraturas musculares, limitando e comprometendo o rendimento do corredor.


Na véspera das corridas é bastante comum alguns atletas se abalarem principalmente pela ansiedade que é provocada pela incerteza do resultado final ou classificação na prova. Talvez a ansiedade seja psicologicamente o maior obstáculo do bom rendimento dos corredores. Nestes casos acho indicado o sexo na véspera, contudo de forma passiva para ajudar na diminuição da tensão e muitas vezes facilitar o sono, que é uma das melhores formas de recuperação biológica, fisiológica e até psicológica do organismo. Evite majestosas performances sexuais na véspera da competição e realizar posições desconfortáveis.


A recíproca também é verdadeira, a corrida igualmente beneficia o sexo! A secreção de endorfinas gerada ao correr, aumenta a auto-estima e o apetite sexual, aguçando a libido. Disfunções sexuais como a ejaculação precoce (descontrole da ejaculação), o vaginismo (contração vaginal que incomoda e interfere na penetração) e a impotência (falta de ereção no pênis) podem ser melhoradas através da corrida já que a secreção das endorfinas diminui a ansiedade e a insegurança no caso da ejaculação precoce. Também relaxa e alivia a tensão, proporciona melhorias do sistema cardio-circulatório, normalmente deficiente na região genital do portador de impotência sexual.


Sexo e corridas evitam degeneração cerebral


Sexo, palavras cruzadas e uma boa corrida podem ajudar a impedir demência e outros problemas degenerativos do cérebro, pois estimula novas células, afirmou hoje um pesquisador australiano.
Perry Bartlett, professor do Instituto do Cérebro da Universidade de Queensland, disse que exercícios físicos e mentais ajudam a criar novas células nervosas, mantendo o cérebro funcional e impedindo doenças como o mal de Alzheimer e Parkinson. "As pessoas deveriam correr longas distâncias e fazer palavras cruzadas complicadas", disse Bartlett em entrevista a uma rádio australiana.
Segundo ele, uma substância química chamada prolactina parece promover a criação de novas células no cérebro e pode ser encontrada em altos níveis em mulheres grávidas. "Os níveis de prolactina também sobem durante o sexo", observou o cientista.


Hormônios do bem-estar que se espalham pelo corpo durante a corrida são os mesmos liberados na relação sexual


Sexo e corrida é a combinação perfeita para o bem-estar no dia-a-dia. Ambos liberam endorfina e têm uma relação direta com o estado de humor da pessoa.

O diagnóstico é do médico Alfonso Massaguer, ginecologista e obstetra do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e especialista em reprodução humana pelo Instituto Universitário Dexeus de Barcelona.“Quem faz sexo pode ter um desempenho melhor na corrida, assim como quem corre pode melhorar a atividade sexual. Os dois caminhos farão bem para a alma e é isso que importa”, diz Massaguer.Ele explica que a endorfina, estimulada pela corrida, é responsável pela sensação de bem-estar.

Sentido-se bem e mais saudável, o indivíduo melhora a auto-estima, o que gera o aumento da libido. Ou seja, após fazer sexo, o treino tende a ser muito bom e o corredor estará mais relaxado.

A recíproca também é verdadeira, explica Ronaldo Pamplona da Costa, médico psiquiatra e psicoterapeuta sexólogo. “O exercício movimenta o corpo e gera bem-estar. Com o corpo mais transado e mais energizado, o desejo sexual aumenta”.“O sexo melhora o humor, e o desempenho sexual alivia a tensão. O indivíduo fica mais feliz”, explica a psicóloga esportiva do Hospital do Coração de São Paulo (HCor) Roberta Lobato. A especialista ressalta que a auto-estima elevada ajuda, também, na diminuição da vergonha. “O corpo fica mais bonito, a pessoa sente-se melhor e, conseqüentemente, mais solta na cama”.

A receita mágica vale para aquelas pessoas mais tímidas, que têm vergonha do parceiro ou da parceira. “Isso acontece, em geral, com as mulheres. Quando elas começam a correr e ficam com um corpo legal, ficam mais desinibidas”, diz a psicóloga Roberta.

Foi o caso da enfermeira Adriana R., 36, mãe de dois filhos e casada há 11 anos, que sentiu a volta do prazer sexual após freqüentar os treinos de corrida. “Não é que eu não gostava de fazer sexo. Mas era uma sensação muito maior de obrigação do que de desejo sexual”, revela.

A corrida veio por incentivo de uma amiga mais velha que começou a fazer atividade física para aliviar os sintomas da menopausa. “Em poucos meses, consegui emagrecer alguns quilos, minha pele ficou mais bronzeada – por conta dos treinos ao ar livre – e passei a me sentir mais à vontade para tirar a roupa e iniciar uma relação sexual”, diz Adriana. “Antes, eu esperava a iniciativa do meu marido”.Corpinho torneado“Correr não tira uma gota de feminilidade e sensualidade. Ao contrário, aproveitando os benefícios da corrida, elas podem tornarse mais sensuais”, afirma a psicóloga Roberta. “Além de melhorar o humor, o ânimo e o apetite em todos os sentidos, o exercício ainda proporciona um corpinho torneado, sem ser muito sarado, o que mantém a característica feminina e atrai o homem”.

As mulheres, no entanto, sentem-se mais atraídas quando eles intensificam os exercícios dos músculos do quadríceps – e ganham “pernas de corredor” –, deixam o glúteo mais definido e os braços mais fortes, além de dar um fim na “barriguinha de chope” e nos “pneuzinhos”.“O homem terá mais força para segurá-la e mais força nas pernas. Isso, para a mulher, representa segurança e virilidade”, avalia Roberta.

Comida para não secar

Existem muitas mulheres que ficam psicologicamente abaladas com as mudanças que acontecem no corpo, principalmente, após um macrociclo de treinos pesados para uma maratona, por exemplo.“Algumas pacientes reclamam que emagreceram demais, outras também relatam que o seio murchou ou que o bumbum diminuiu. Tudo isso é falta de alimentação correta”, explica o ginecologista Massaguer. A falta de apetite sexual, segundo o médico, tem relação direta com a mudança do corpo. “Se o corpo não está legal, ela fica mais envergonhada e a libido diminui”.Para isso, o ideal é um bom acompanhamento nutricional para calibrar as quantidades de proteínas e carboidratos, evitando a perda de massa magra, ou seja, os músculos.

Pessoas que praticam atividade física regular devem ter uma alimentação balanceada e diferenciada. E, pela natureza do gasto calórico, também precisam de mais proteínas que o recomendado normalmente, explica a nutricionista Patrícia Bertolucci, especializada em medicina do esporte pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

Para se libertar“Durante a educação, a mulher tende a ser mais reprimida sexualmente. Por mais moderno que o mundo possa parecer, ainda existe um grande tabu em relação à mulher que admite adorar sexo”, explica o sexólogo Costa.

Uma mulher corredora aprende a se movimentar melhor, a usar o corpo e tem uma possibilidade maior de se liberar sexualmente. “Com um corpo mais trabalhado, a mulher terá mais vontade de ser vista e ser notada. Isso tende a despertar desejos e a torná-la mais solta sexualmente”, diz o terapeuta.

Elas, saradas; eles, saudáveis

Entre os homens, diz o sexólogo, a preocupação é maior com o corpo saudável do que com o corpo sarado. “A vaidade existe nos dois lados; entre homens e mulheres, eles e elas têm essa preocupação.

Mas, em geral, elas priorizam a forma física, e eles, o bem-estar”, afirma Costa.Felizmente, uma coisa leva a outra. “Um corredor saudável, conseqüentemente, terá um corpo torneado, com músculos evidentes”, explica Roberta. “Dessa forma, eles passam a curtir um pouco mais o próprio corpo, rompendo aquele lugar comum de que homem não pode ter vaidade nem querer ser belo”, ressalta Costa. “A qualidade de vida a dois está diretamente ligada ao bem-estar físico. Correndo, o indivíduo se sente bem e, certamente, terá uma relação sexual melhor”, explica o psicanalista.


Fontes :

Ativo.com

Revsita Reuters

Nanna Pretto


Be Happy

5 comentários:

Jorge disse...

---------\\\\|/---------
--------(@@)-------
-o--oO--(_)--Ooo-
Muito bom esse post, parabéns, também concordo.
Bons treinos e boa semana camarada.

Um abraço,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.blogspot.com

Nutrição disse...

Também achei o teu bem legal! Obrigado por ter add, quanto mais pessoas visualizarem, melhor será a divulgação do meu trabalho. bjus

Carlos Lopes disse...

Parabéns pelo post.. realmente corro melhor depois de uma boa noite de s...

...tuttA... disse...

Vou concordar com os 3 comentários anteriores.
Muito bom este post.
Tá de parabéns Giba.
Abraços.


---> tutta <---
ubiratã-pr.
www.correndocorridas.blogspot.com

Augusto disse...

Bem legal o post! Prazer e satisfação semelhantes, a diferença e que um fazemos em pé, outro deitado (nem sempre...rs).
e vamos correndo!